3 principais sintomas de enxaqueca (e 1 relato dramático)

“Eu não saía de casa para nada há uns cinco anos. Sim, isso mesmo. A última vez que eu tinha saído de casa foi para uma visita a um médico.

Não, não sofro de agorafobia (medo de espaços abertos ou de multidão). Eu não saía de casa porque não vivo sem meus remédios.

Não, também não sou hipocondríaca nem dependente química. Meu motivo para não sair de casa era bastante real. Sofro de enxaqueca. São dores fortíssimas, apenas do lado direito, mas que me impedem de fazer qualquer coisa, inclusive de raciocinar.

Quem não sofre de enxaqueca não consegue entender o tormento que é. Não se trata de uma simples dor de cabeça que pode ser tratada com uma aspirina. Já aconteceu de eu estar em um ônibus e simplesmente ter vontade de bater a cabeça contra a janela, literalmente, para ver se a dor passava.

É uma dor latejante, como se ficasse indo e vindo acompanhando as batidas do meu coração.  O motorista do ônibus precisou interromper a viagem para me deixar em um hospital, tal era meu desespero.

‘O que isso tem a ver com não sair de casa?’, você pode se perguntar. É que, para tratar a enxaqueca, eu tomo remédios analgésicos fortíssimos a cada seis horas.

E como eu tenho medo de sair de casa e esquecer os comprimidos, ou ser assaltada e levarem a bolsa com os remédios, eu simplesmente não tenho coragem de sair de casa.

Ou melhor… não tinha”. O mesmo acontece com a pessoa que é viciada em cigarros por exemplo, ela não pode ficar sem um estoque de cigarros, caso contrário entre em pânico.

O relato acima é de uma mulher de aproximadamente cinquenta anos que sofreu de enxaqueca por mais de 15 anos.

Ela, assim como muitas outras pessoas que passaram pelo Dr. Lincoln Zuccato, estava com diversos sintomas de enxaqueca, e também como milhões de brasileiros que tem enxaqueca, estava totalmente dependente de analgésicos para poder viver a própria vida (mesmo sabendo que com enxaqueca a qualidade de vida é muito ruim).

Sem o remédio e sem conhecer outras formas de tratamento, as pessoas não conseguem trabalhar, estudar ou ter uma vida normal, tamanha é a constância e intensidade da dor.

Felizmente esta mulher encontrou o vídeo do Dr. Lincoln Zuccato, onde explica como aliviar uma crise de enxaqueca em poucos segundos.

Mas antes de sabermos como ela encontrou o vídeo, vamos primeiro saber o que é enxaqueca.

O que é enxaqueca?

De acordo com Dr. Lincoln Zuccato, dentista brasileiro que descobriu a cura da enxaqueca. A “enxaqueca é uma doença crônica caracterizada por crises de dor de cabeça”.

A dor típica da enxaqueca é pulsátil, latejante, forte e atinge de forma mais intensa um dos lados da cabeça na maioria dos casos, porém em alguns raros casos pode ser dos 2 lados e também na nuca ao mesmo tempo, isto ocorre quando a pessoa dorme de barriga pra cima.

O resultado é uma série de sintomas que podem ir muito além da dor de cabeça do tipo enxaqueca. Alguns pacientes sentem náusea e chegam a vomitar. “A dor piora com exercício físico ou atividades rotineiras (principalmente atividades tensas).

É uma das dores mais incapacitantes, influenciando de forma negativa na qualidade do sono, o que acaba por formar uma bola de neve, pois a cada dia a dor fica mais forte”, explica o Dr. Lincoln Zuccato.

Entretanto nem toda dor de cabeça é enxaqueca. Para saber diferenciar essa doença de outros problemas que causam dor de cabeça, confira os 3 principais sintomas de enxaqueca.

Os três principais sintomas de enxaqueca

  1. Dor tensional

enxaqueca dor de cabeça tensional

“A enxaqueca é uma dor do tipo tensional e, portanto, pulsátil. O portador da enxaqueca sente como se o coração estivesse batendo naquele ponto da cabeça”, explica Dr. Lincoln Zuccato.

  1. Dor em apenas um dos lados da cabeça

sintomas_de_enxaqueca_lado_da_cabeca

Dr. Lincoln Zuccato explica que a enxaqueca, ao contrário de outras dores de cabeça (existem vários estudos pelo mundo e alguns falam entre 150 a mais 200 tipos), acomete apenas um lado da cabeça.

Não é por acaso que a palavra enxaqueca vem do árabe الشقيقة, que significa “metade da cabeça”. A origem etimológica da palavra enxaqueca é datada a mais de 4 mil anos vindo da Grécia e tendo também estudos mostrando como sinônimo vindo do árabe, matérias próprias você pode pesquisar na internet.

  1. Dor no lado oposto ao lado que encosta no travesseiro

enxaqueca lado do travesseiro

É um fato bastante curioso, mas que foi comprovado por Dr. Lincoln Zuccato durante seus mais de 40 anos de pesquisa. As enxaquecas ocorrem no lado da cabeça oposto ao que a pessoas encostam no travesseiro para dormir.

“Se o paciente dorme mais com o lado esquerdo do rosto no travesseiro, as dores ocorrerão mais do lado direito. Ela vai atingir desde a parte de cima dos olhos, passando por cima da orelha, indo em alguns casos até a nuca”.

Se a pessoa dorme de barriga pra cima, que é o correto, e tem Bruxismo (ato inconsciente de apertar e/ou ranger os dentes), terão dores tensionais tipo enxaqueca dos 2 lados da cabeça e também na nuca, explica o Dr. Lincoln Zuccato.

“Se a pessoa acorda durante a noite com dor nesses locais, com certeza é uma portadora de enxaqueca”, complementa.

Enxaqueca tem cura

A boa notícia é que enxaqueca tem cura. “Se você já passou por vários profissionais da área da saúde, se tomou muitos tipos de remédios diferentes para esta dor, tem esses sintomas de enxaqueca.

Já fez todos os tipos de exames possíveis e nada foi encontrado, e se os sintomas da dor coincidem com o que relatei nos itens 1, 2 e 3, posso afirmar, sem medo de errar, que a sua dor de cabeça é do tipo enxaqueca, e o que é mais importante: ela tem cura”, garante o Dr. Lincoln Zuccato.

Mas e a história da nossa personagem do início da matéria, Como terminou?

“Minha filha estava de casamento marcado para o início desse ano, e eu sempre sonhei vê-la se casar de branco, trocar alianças, enfim, formar uma família própria.

Estava arrasada pois acreditava que eu não poderia ir à cerimônia por causa de minha enxaqueca. Chorei muito por isso… até que um dia minha filha apareceu lá em casa e disse que eu não iria tomar nenhum remédio naquele dia.

Como assim eu não iria tomar remédio? Ela me explicou que viu um vídeo do Dr. Lincoln Zuccato onde ele explicava como aliviar a enxaqueca sem remédio em poucos segundos. Lógico que não acreditei.

Mas ela insistiu tanto, e eu estava com tanta vontade de acreditar naquilo, que decidi interromper o uso do remédio e dar atenção a isso. Ela colocou o vídeo do Dr. Lincoln Zuccato no YouTube, e pediu que eu fizesse os procedimentos apontados pelo doutor e sua assistente.

Meu Deus!! Aquela enxaqueca que estava destruindo minha vida foi aliviada de forma imediata! A dor simplesmente desapareceu, como mágica! Chorei muito, de novo, mas dessa vez de alegria!

sintomas de enxaqueca vídeo Dr. Lincoln Zuccato

Poucas semanas depois fui para o casamento dela e realizei meu sonho. Mais do que isso… encontrei um caminho para viver sem dor que me prendia em casa, graças ao Dr. Lincoln Zuccato ao qual hoje sigo fielmente suas orientações, acompanho seus trabalhos e observo atentamente aos sintomas de enxaqueca, pois ele estuda muito e sempre tem novidades.

Um belo final feliz, não é mesmo?

Outros depoimentos do trabalho do Dr. Lincoln Zuccato você leitor pode encontrar em seu vídeo no YouTube, onde ele ensina de forma gratuita uma de suas técnicas desenvolvidas.

Alguns depoimentos abaixo de pessoas que também tinham os sintomas de enxaqueca:pessoas com sintomas de enxaquecaImportante:

Este exercício ensinado no vídeo é uma técnica de aplicação rápida e de conscientização da causa da sua dor de cabeça do tipo enxaqueca. Elimina a dor que estava instalada, cessando a tensão que estava causando a enxaqueca.

Para o tratamento e cura total (eliminando as causas) o Dr. Lincoln Zuccato tem um curso 100% online (A cura da Enxaqueca) onde ensina todo seu método focado na conscientização da causa da doença e cura sem o uso de remédios e/ou aparelhos. Direcionado ao público em geral, com explicações claras e uma linguagem de fácil entendimento.

Inscreva-se aqui para ser avisado quando as vagas estiverem disponíveis e aprenda a como se livrar de uma vez por todas da enxaqueca.

Compartilhe o bem!

Com certeza você conhece alguém que sofre do mesmo problema e tem esses sintomas de enxaqueca, divulgue esse artigo em suas redes sociais, ajudando mais pessoas a aliviar desse terrível mal que é a enxaqueca, este ato fará muito bem para você assim como tem feito para as pessoas que ajudam as outras.

Deixe seu comentário aqui em abaixo e diga se você conhece alguém ou já teve alguns desses sintomas de enxaqueca.